quinta-feira, 7 de julho de 2016

99 CASAS (Ramin Bahrani/2015)

A Grande Aposta alçou à condição de protagonismo corretores de imóveis, investidores da Bolsa de Valores e gurus de Wall Street ao tratar da crise financeira do mercado imobiliário de 2008, mesclando urgência com humor num formato narrativo irreverente.

De pés firmemente plantados no drama social, tocando pontos nodais temáticos por vias tradicionais, Bahrani adota uma perspectiva mais acessível ao grande público, pondo em evidência o setor da sociedade diretamente afetado pela recessão - trabalhadores de baixa renda incapazes de pagar de volta aos bancos os empréstimos tomados para o financiamento de suas casas.

As várias cenas de despejo de moradores afundados em dívidas e parcelas atrasadas são angustiantes; o "sistema" é calibrado para que a corda arrebente do lado fraco. Michael Shannon brilha num papel de antagonista motivado por um pragmatismo implacável, não vilania cartunesca. Resta saber se havia necessidade de o roteiro se recostar tanto em coincidências e na recusa injustificada de um personagem em ser sincero com a própria mãe. [Info

Um comentário:

  1. Gostei do filme. Diferente de outras obras que mostraram a crise de 2008 no topo da pirâmide, a proposta aqui foi detalhar as consequências do caos na vida do cidadão comum.

    Algumas sequências são extremamente dolorosas e a atuação de Shannon perfeita como ganancioso sem caráter.

    Abraço

    ResponderExcluir