quinta-feira, 1 de setembro de 2016

AUSÊNCIA DE MALÍCIA (Sydney Pollack/1981)

Sinopse: Membro de uma família de mafiosos, porém honesto, um executivo vê sua reputação desmoronar ao ler uma matéria em jornal acusando-o injustamente pelo desaparecimento de um líder sindical. Com a ajuda da jornalista responsável pela reportagem, ele inicia uma investigação para descobrir a verdade do caso.

Elementos de drama, romance e thriller se fundem para compor este filme injustificadamente pouco mencionado do Pollack pré-Oscar, cujas intenções temáticas recaem sobre as injustiças cometidas em nome da tentativa de fazer justiça. Ou seja, "de boas intenções o inferno está cheio".

O Departamento de Justiça estadunidense quer apresentar resultados numa investigação para a qual eles não têm pista nenhuma; os engravatados decidem vazar insinuações à imprensa a respeito de um sujeito que pode ou não saber de algo, empregando métodos não alinhados à lei. A jornalista cheia de iniciativa que almeja apenas relatar fatos relevantes aos leitores publica a matéria sem pensar duas vezes na veracidade das informações pouco embasadas às quais obteve acesso, alheia ao impacto causado nas pessoas cuja privacidade está sendo devassada a esmo, e assim por diante.

A tensão entre o direito público à informação e o direito individual à intimidade sofre desgaste ainda maior pela falta de escrúpulos (ou excesso de zelo?) das partes envolvidas. Elenco magistral, tônus narrativo e diálogos cortantes tornam Ausência de Malícia um programa que oferece entretenimento e food for thought em doses equivalentes.

2 comentários:

  1. Por mais que "Tootsie" seja divertido e "Entre Dois Amores" premiado, eu considero que este filme que vc comenta e outros mais antigos como "A Noite dos Desesperados" são trabalhos ainda melhores do falecido Pollack.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho esperança de algum dia ver 'A Noite dos Desesperados' em Blu-ray.

      Cumps.

      Excluir