segunda-feira, 15 de agosto de 2016

O LOBO ATRÁS DA PORTA (Fernando Coimbra/2014)

Sinopse: Uma criança é raptada. Na delegacia, Sylvia e Bernardo, pais da vítima, e Rosa, a principal suspeita e amante de Bernardo, prestam depoimentos contraditórios que nos levarão aos recantos mais obscuros dos desejos, mentiras, carências e perversidades do relacionamento desses três personagens.

Este filme nacional obviamente não obteve as mesmas centenas de milhões de dólares de bilheteria, nem as múltiplas indicações ao Oscar acumuladas por Atração Fatal quase três décadas atrás, mas ousa ir aonde o thriller sensacionalista de Adrian Lyne jamais poderia. A premissa de ambos apresenta pontos de contato inegáveis, girando em torno de um tórrido caso extraconjugal que acaba saindo do controle do marido infiel. 

Aqui, no entanto, as atenções recaem sobre a amante, à qual o enredo fornece um pano de fundo pessoal que impede sua caracterização seja como mera vítima de um cafajeste, seja como destruidora de lares sem caráter. O Lobo Atrás da Porta define-se pela constituição multifacetada: começa dando ares de whodunit a partir de um sequestro, evolui para um exercício narrativo a la Rashomon de relatos conflitantes sobre um relacionamento de cunho sexual, enfim culminando num perturbador estudo de personagem cujo desfecho tem o potencial de chocar o público mais sensível. 

Um sopro de ar fresco para o espectador que sente o peso da insistência da cinematografia brasileira em obras engajadas de cunho político-social. 

2 comentários:

  1. Perfeito, é um ótimo filme que foge do esteriótipo da violência na periferia, para contar uma trama de suspense muito bem amarrada, que explora com inteligência o subúrbio carioca como locação.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Confesso ter uma quedinha pelos filmes do Adrian Lyne... adoro Atração Fatal, mas adoro ainda mais O Lobo Atrás da Porta. Um filmaço. Leandra Leal assombra e o final é impactante. Ela também brilha em "Nome Próprio".

    Abraço.


    ResponderExcluir