sábado, 20 de agosto de 2016

O DESTINO DO POSEIDON (Ronald Neame/1972)

Sinopse: Um transatlântico de luxo, o S.S. Poseidon, é atingido na véspera de Ano Novo por uma onda gigantesca, fazendo-o virar de cabeça para baixo.

Tirando o óbvio - a tecnologia empregada nos efeitos especiais -, o maior diferencial desta versão original em comparação à refilmagem de 2006 é a proporção entre o tempo dedicado ao pleito dos personagens e as cenas de ação. O arrasa-quarteirão compacto (98 minutos) dirigido por Wolfgang Petersen adere à cartilha de entretenimento montanha-russa, rápido e intenso; já o claustrofóbico épico-catástrofe capitaneado por Neame, de quase duas horas de duração, a todo instante abre espaço à coragem e aos receios do pequeno grupo de sobreviventes. Uma questão de prioridades díspares - espetáculo total x dramaturgia mínima - que alguns enxergarão como sintoma da tendência hollywoodiana de cada vez menos lembrar-se do elemento humano em seus produtos populistas. O elenco oscarizado ajuda a distrair a atenção dos diálogos básicos e do humor bobo, destacando-se Shelley Winters e Red Buttons. 

4 comentários:

  1. Wolfgang Petersen tem um boa carreira, inclusive com o sensacional "O Barco - Inferno no Mar", porém a refilmagem de "Poseidon" é seu pior filme.

    O original que você comenta tem seus defeitos, mas no geral é bem mais interessante, tanto na ação, quanto nos personagens, com destaque para Gene Hackman.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Amo o original! Shelley Winters, além de cômica, entrega uma interpretação para lá de emocionante, sobretudo quanto ao sacrifício final de sua personagem (ela brilha em "Lolita", outro favorito). Petersen fez um filme péssimo quando resolveu refilmar. Concordo com Hugo. E, embora ele tenha tido ótimas experiências em filmes no mar, além do citado "O Barco", um filmaço (inclusive o mesmo submarino é utilizado em "Caçadores da Arca Perdida") gosto também de "Mar em Fúria".

    Enfim, esse Poseidon é bem melhor. Aqueles filmes entretenimento catástrofe que somente a década de 1970 fez com maestria. Além de Hackman, a trilha musical de John Williams é sensacional.

    ResponderExcluir
  3. Amo o original! Shelley Winters, além de cômica, entrega uma interpretação para lá de emocionante, sobretudo quanto ao sacrifício final de sua personagem (ela brilha em "Lolita", outro favorito). Petersen fez um filme péssimo quando resolveu refilmar. Concordo com Hugo. E, embora ele tenha tido ótimas experiências em filmes no mar, além do citado "O Barco", um filmaço (inclusive o mesmo submarino é utilizado em "Caçadores da Arca Perdida") gosto também de "Mar em Fúria".

    Enfim, esse Poseidon é bem melhor. Aqueles filmes entretenimento catástrofe que somente a década de 1970 fez com maestria. Além de Hackman, a trilha musical de John Williams é sensacional.

    ResponderExcluir
  4. Estranhamente, considero o remake de Petersen um dos seus melhores filmes. Eu o escolheria em detrimento do original se tivesse decidir entre um e outro. Mas sei que minha opinião é extremamente minoritária.

    Cumps.

    ResponderExcluir