sexta-feira, 20 de maio de 2016

THE LOBSTER (Yorgos Lanthimos/2015)

Sátira distópica sobre padronização tornada ditadura. Critica, por meio de humor melancólico e performances deadpan (propositalmente inexpressivas), a tendência à opressão do indivíduo em imposições sociais referentes a estilos de vida - no caso, a obrigação de estar em um relacionamento amoroso. Sobram farpas inclusive para o lado dos oprimidos, capazes de reagir com radicalismo equivalente ao dos opressores. A abordagem impassível do grego Lanthimos prima pelo distanciamento emocional dos eventos retratados, liberando a conta-gotas informações contextuais ao espectador. Normal sentir-se perdido nos segmentos iniciais do filme, que mantém uma cadência peculiar, sem altos nem baixos, típica do circuito de arte europeu. Carente de superfluidades cosméticas, o aspecto visual disciplinado contribui para o ar de deslocamento existencial absurdista almejado pelo diretor. [Info

Um comentário: