segunda-feira, 25 de abril de 2016

MAGIA AO LUAR (Woody Allen/2014)

Outra comédia romântica leve e despretensiosa de um autor que já fez uma dúzia delas, algumas inesquecíveis. O filme oferece um cativante argumento favorável à existência de magia na vida até de inveterados misantropos - nada relacionado a ilusões de espiritualidade ou ocultismo, mas ao amor. A graça está em ver a mente cínica e racional do inglês empertigado de Colin Firth sucumbir, apaixonada, aos encantos clarividentes da luminosa Emma Stone. A simplicidade caracteriza a abordagem de Allen no tocante ao andamento da trama, que almeja entreter sem carregar nas pinceladas filosóficas, complementada pela fotografia de foco suave e tons dourados de Darius Khondji. [Info

3 comentários:

  1. Eu achei tenebroso esse, me lembrou muito aquele também tenebroso Scoop, Woody Allen mescla muito entre o muito bom e muito ruim, uma pena

    FILME FALADO
    https://filmefalado.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto dos dois, mas é certo que passam longe de ser obras-primas.

      Excluir