quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

DECISÃO ANTES DO AMANHECER (Anatole Litvak/1951)


Um dos mais sérios filmes antigos sobre a II Guerra Mundial ao lado de Perdidos na Tormenta, distante das gracinhas de camaradagem de O Preço da Glória ou do jingoísmo johnwayniano de Iwo Jima - O Portal da Glória. O tema é outro motivo para destacá-lo da torrente de produções autocelebratórias da época: o valor da contribuição de soldados do Eixo desertores ou capturados, reaproveitados pelos Aliados no posto de espiões em território inimigo. A tensão moral causada pela duplicidade, a ciência de estar prestes a prejudicar conterrâneos a fim de salvar a própria pele, o desprezo dos novos "empregadores" que os consideram ratos traidores apesar de precisarem da sua  ajuda. Utilizando locações europeias autênticas, reservando a duas personagens femininas a dignidade de servirem para algo além de interesse romântico perfunctório, com ótima ambientação sonora e efeitos especiais convincentes, Decisão merece ser redescoberto por cinéfilos brasileiros, sempre com um pé atrás quando se trata de produções americanas de cunho bélico-militarista. [Info

2 comentários:

  1. Assisti muitos filmes sobre a Segunda Guerra, mas este eu não conhecia.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chegou a ser indicado ao Oscar, mas hoje é pouco falado.

      Excluir