terça-feira, 10 de novembro de 2015

De Palma na China

Merecidamente reconhecido por suspenses de inspiração hitchockiana e pela languidez perfeccionista de sua câmera, Brian De Palma também já provou ser um ás no comando de ação (Missão Impossível), horror (Carrie), guerra (Pecados da Guerra, Redacted), comédias anárquicas (nos anos 60 e 70), erotismo (Dublê de Corpo, Femme Fatale) e dramas criminais (Scarface, O Pagamento Final). 

Dotado de uma visão autoral particular tanto em temática quanto em estética, poucas vezes estourou no circuito mainstream, e seus últimos dois longas arrecadaram menos de 100 mil dólares nas salas americanas. Ainda assim, nos círculos cinéfilos, seu nome ainda demanda respeito - logo, a notícia de um novo projeto aguça a curiosidade.

Uma coprodução EUA-China, o thriller de ação Lights Out se centrará numa garota chinesa cega envolvida num esquema para expor um programa secreto de assassinatos. O roteiro é de autoria de Lamont Magee e Jeff W. Byrd. [Fonte]

Nenhum comentário:

Postar um comentário