quarta-feira, 12 de agosto de 2015

RESIDENT EVIL 5: RETRIBUIÇÃO (Paul W.S. Anderson/2012)

A largada deste filme é insana: os créditos rebobinam o desfecho do longa anterior, em câmera lenta. Em seguida, Alice resume toda a história da franquia, desde o primeiro capítulo. Então, a mesma cena que conclui O Recomeço é repetida em ordem normal, agora em fast forward. As duas sequências que de fato dão início aos eventos de Retribuição chegam a ser surreais de tão desorientadoras, embora ganhem sentindo mais tarde. Trata-se de um ponto positivo, como se Paul W.S. Anderson estivesse subvertendo o didatismo linear dos arrasa-quarteirões. Pena que não tarda para as coisas voltarem ao seu devido lugar, assumindo a familiar rotina de tiroteios sem fim, lutas corporais exageradas e diálogos inanes que se tornaram marca registrada da versão cinematográfica de Resident Evil/Bio Hazard. [Info

3 comentários:

  1. Cheguei até a parte 4 por enquanto.

    É uma série divertida, sendo que o primeiro filme ainda é o melhor.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. abandonei a franquia no primeiro filme, mas até fiquei curioso por esse... pelo menos por esse começo.

    ResponderExcluir