sábado, 1 de agosto de 2015

MARGARET (Kenneth Lonergan/2011)

Drama nova-iorquino de metragem elefantina sobre as desventuras emocionais de uma aborrescente de classe média-alta em processo de autoafirmação no despontar da idade adulta, incapaz de lidar com sua parcela de culpa num grotesco atropelamento, ocasião em que a vítima agonizou em seus braços. Irônica a cena em que a garota acusa uma senhora de ser "estridente" - o termo cai como uma luva para a protagonista. O apreço à enervante experiência de ver o filme dependerá da capacidade de empatia (ou tolerância) do espectador em relação à Lisa Cohen de Anna Paquin. Justiça seja feita: o desfecho no teatro emociona. [Info

Nenhum comentário:

Postar um comentário