sábado, 20 de junho de 2015

BLUE JASMINE (Woody Allen/2013)

Woody surpreende com as fontes de inspiração para esta comédia dramática na qual risadas são menos frequentes do que sorrisos nervosos: uma vinda do noticiário (o escândalo de fraude financeira Madoff), outra dos anais da dramaturgia do século XX (a peça Um Bonde Chamado Desejo, de Tennessee Williams). Dessa receita surge uma desventura ao mesmo tempo patética e trágica, protagonizada pela personagem mais fútil e egoísta saída da máquina de escrever do autor. Complicando a equação, a anti-heroína de Cate Blanchett sofre de claro desequilíbrio emocional, modelada em Blanche Dubois, perigando se desligar da realidade em horas de crise. Destacam-se momentos mordazes de observação comportamental, quando a ex-ricaça se vê obrigada a dividir o teto com a irmã plebeia num bairro pouco afluente de Nova York e rebolar para pagar as contas. Fenomenal, Blanchett lidera o elenco, apoiada por Bobby Cannavale e Sally Hawkins. [Info] ★★★

Um comentário:

  1. Interessante a comparação da personagem de Cate Blanchet com a protagonista de "Um Bonde Chamado Desejo".

    O caráter duvidoso da protagonista e seu desequilíbrio emocional são muito bem retratados pela atriz.

    Abraço

    ResponderExcluir