segunda-feira, 23 de março de 2015

BUSCA MORTAL (Wolfgang Petersen/1991)

Recomendado aproveitar ao máximo o primeiro contato com este filme sustentado por duas reviravoltas infames que o metamorfoseiam. Há outros que se viram de ponta-cabeça, como A Conversação e O Sexto Sentido, porém eles oferecem temas, personagens e momentos que ecoam na memória depois de terminados ou ostentam uma excelência formal que encoraja eventuais revisões. 

Busca Mortal, infelizmente, não é uma obra-prima da encenação (Petersen já esteve mais inspirado, vide O Barco), nem planta sementes férteis para debates sobre identidade, memória, traição conjugal. Trata-se de um thriller genérico de puro entretenimento, para ver, se distrair e depois esquecer. Cumpre o papel, sem deixar a desejar nem surpreender. 

Menção honrosa ao finado Bob Hoskins, roubando a cena ao servir de escada cômica para Tom Berenger. [Info] ★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário