quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

ENQUANTO VOCÊ DORME (Jaume Balagueró/2011)


Conhece alguém que só fica feliz quando outra pessoa está triste? Que faz questão de apagar o sorriso estampado no rosto do próximo? Para quem a alegria alheia é amarga como fel? Não? Pois este paciente thriller espanhol com uma subcorrente de humor negro oferece uma oportunidade segura de passar hora e meia em companhia de um sujeito assim. 

Incômodo e cruel, Mientras Duermes registra as maldades anônimas levadas a cabo por um atendente de hotel (que se autodiagnostica patologicamente incapaz de encontrar o lado bom da vida) contra os inquilinos do local, relatando-os em seguida à própria mãe, enferma numa cama de hospital, amendrontada pela peste à qual deu à luz. Tormentos mentais, invasões de domicílio, ameaças, sabotagens, estupro e homicídio integram o cardápio motivacional do protagonista. 

Ao espectador cabe ranger os dentes, desamparado face a tamanha disfunção - embora Balagueró não torne o programa pesado demais -, torcendo para que sua joie de vivre nunca atraia a ira invejosa de um infeliz crônico de tendências psicopatas. [Info] ★★★

3 comentários:

  1. Não conhecia este filme, fiquei curioso com a premissa.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. De acordo. Também fiquei curioso, sendo que nunca havia sequer ouvido sobre esse filme.

    abraço

    ResponderExcluir