segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

CISNE NEGRO (Darren Aronofsky/2010)

ytuyuyt
Ligeiramente decepcionante para quem esperava o radicalismo estilístico e a fuga do óbvio temática pelos quais Aronofsky se consagrou. Elegante, o filme ostenta valores de produção admiráveis, elenco nota 10 e atmosfera pesadelar. Mas peca pela previsibilidade: os simbolismos da perturbação mental de Nina (reflexos espelhados, doppelgängers, alucinações etc.) despontam com tamanha insistência que banalizam seu impacto antes do desejado. Aronofsky ecoa Repulsa ao Sexo, A Mosca, Os Sapatinhos Vermelhos e Psicose. Fica aquém das inspirações. [Info] ★★★

Um comentário:

  1. A inspiração nos filmes que você citou realmente existem, mas não vejo problema.

    Gostei da tensão crescente e da bela interpretação de Natalie Portman.

    Abraço

    ResponderExcluir