domingo, 18 de janeiro de 2015

UM ATO DE LIBERDADE (Edward Zwick/2008)

ghffygy

Defiance oferece ação nervosa, dois atores expressivos na linha de frente (Daniel Craig, Liev Schreiber), situa o público na gélida ambientação florestal do Leste Europeu por meio da fotografia do português Eduardo Serra, mantém o interesse graças ao ligeiro andar da narrativa. Logo, justo concluir que perfaz a categoria de entretenimento eficiente. Poderia ser algo mais. Zwick não imprime a suas obras traços autorais, nem apego íntimo à temática nelas trabalhadas. Ele comanda o show à semelhança de um profissional hábil, anônimo e desapaixonado, investido apenas na missão de completar a tarefa encomendada.

A edição, demasiadamente enxuta, impede que as imagens causem impacto. Revelações vêm e vão, premeditadas para garantir dramaticidade; fatos se acumulam; nota-se indiferença aos efeitos da passagem do tempo. Evita o histrionismo sentido em Diamante de Sangue, e o resultado não chega a desonrar a memória dos irmãos Bielski. [Info] ★★★

2 comentários:

  1. este é daqueles filmes que ficam na lista para assistir e vão ficando para trás... do zwick gosto de o último samurai e diamante de sangue.

    ResponderExcluir