quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

O ANO EM QUE MEUS PAIS SAÍRAM DE FÉRIAS (Cao Hamburguer/2006)

gbvggh

Despretensioso, Hamburguer convida o público a acompanhar o exílio involuntário de uma criança num bairro paulistano, à sombra da ditadura militar, em 1970.

Vez por outra, ouve-se distantes estouros de rojão, remetendo a tiros das tropas de repressão, uma ameaça onipresente, embora não componha o epicentro da trama. O foco é o amadurecimento do garoto (de família judia, interpretado por Michel Joelsas) na ausência dos pais ativistas e o convívio em meio a vários grupos étnicos – característica da multifacetada sociedade tiupiniquim.

Para arrematar o comprometimento com a identidade cultural brasileira, o futebol serve de elemento conciliador. Do texto rico em conteúdo às boas performances, passando pela cenografia e sonoplastia cuidadosas, o profissionalismo predomina. Única ressalva: a dilatação do terceiro ato, que torna o desfecho arrastado. [Info] ★★★

Um comentário:

  1. É um filme sensível com uma boa interpretação do garoto Michel Joelsas.

    Abraço

    ResponderExcluir