sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

MATRIX REVOLUTIONS (Andy & Lana Wachowski/2003)

zfdgxfdhf
Excetuando o ataque a Zion, quase integralmente computadorizado, o que sobra? Focando-se no “mundo real” e na batalha da humanidade contra as máquinas, os Wachowski adotaram um tom de lamechice sentimental distinto do perfil cool dos predecessores. Programa assistível repetidas vezes por quem adora CGI, apesar da impressão de que os autores estavam convencidos de que tinham público certeiro e nem se esforçaram para produzir um desfecho marcante. [Info] ★★★

Um comentário:

  1. Se o primeiro filme é uma obra-prima, o segundo é uma afirmação de estética evoluída. Na época, todos os fãs esperavam uma trilogia onde todos os episódios fossem bem parecidos, quase que fieis ao primeiro episódio. Na verdade, todos são muito diferentes um do outro se vistos com devido cuidado. Cada produção tem seus méritos próprios dotados de brilhantismo, mas infelizmente o terceiro filme tornou-se o episódio mais fraco.
    Embora tenha a potencialização de efeitos visuais como uma característica forte espalhada ao longo de sua extensa duração, não fechou a trilogia de forma tão marcante na prática quanto na teoria. Tem os contornos épicos necessários, mas ao mesmo tempo avariou muito do misticismo que cativou milhares de fãs ao projeto inicial.
    Um dos aspectos que eu particularmente aprecio muito nesse "Revolutions", é forma como ele se conecta indiretamente, com sutis pistas, aos nove curta-metragens do DVD "Animatrix". Se você não assistiu, vale dar uma conferida.

    abraço

    ResponderExcluir