domingo, 11 de janeiro de 2015

JOGOS MORTAIS (James Wan/2004)

dtyhdthft
Engenhoso exercício de horror concebido por duas mentes (Wan e o corroteirista Leigh Whannell) prenhes de ideias doentias e um domínio instintivo do gênero – algo confirmado por lançamentos posteriores ainda melhores, como Sobrenatural e Invocação do Mal. O visual “cru”, a cenografia suja e a iluminação soturna ajudam a manter uma atmosfera opressiva, claustrofóbica. O roteiro conjuga flashbacks e repetições constantes, dosando reviravoltas sem sobrecarregar a narrativa.

As situações nas quais jogam o protagonista – sequestro, aprisionamento e tortura – propiciam uma tensão ligada a medos terrenos. A crueldade desperta uma curiosidade mórbida irresistível, fazendo com que cubramos os olhos enquanto espiamos entre os dedos. [Info] ★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário