domingo, 21 de dezembro de 2014

O DIÁRIO DE ANNE FRANK (George Stevens/1959)

http://mulhollandcinelog.files.wordpress.com/2013/12/vgbfgubyybg.jpg
Numa leitura ampla, o filme trata da coexistência humana, reproduzida em nível microcósmico – mesmo sobrevivendo escondido por anos a fio num ambiente claustrofóbico, sob perigo constante, um grupo heterogêneo de judeus caçados na Holanda durante a II Guerra Mundial é forçado a se conhecer e desenvolver laços que refletem as interações sociais em geral. Stevens dirige com discrição. Pena que a infeliz escalação de Millie Perkins e a abordagem edulcorada – traço previsível para uma superprodução hollywoodiana dos anos 50 – diminuam o brilho do conjunto. [Info] ★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário