sábado, 6 de dezembro de 2014

LANTERNA VERDE (Martin Campbell/2011)

http://mulhollandcinelog.files.wordpress.com/2013/09/lvcc.jpg
Batida a premissa do jovem impetuoso e irresponsável, filho de um profissional admirado, no colo de quem cai uma responsabilidade colossal e que deverá aprender com seus erros, salvando o planeta no processo. Encobrindo a familiaridade dessa estorieta reciclada pela enésima vez, uma galáxia de alienígenas e mundos fantásticos, gerados por uma tonelada de CGI que só um orçamento ao norte dos 200 milhões de dólares poderia comprar. Tirar o que da sessão? Metáforas sutis sobre como transcender a mediocridade humana sob a égide do despertar da grandeza espiritual, oriunda da aceitação do enfrentamento de obstáculos arquitetados pelo destino? Bobagem. O que interessa, neste caso, é o humor, a ação, os efeitos, enfim, a diversão pura e simples que apela ao recanto infanto-juvenil do imaginário do público. [Info] ★★★

2 comentários:

  1. Alguns apreciam esse filme e o defendem com unhas e dentes, enquanto outros o apedrejam a vontade sem misericórdia. Particularmente, não fede nem cheira para mim. Só acho que poderia ser melhor do que é, se não infantilizassem tanto o personagem como o público que o conferiu na telona. Infelizmente Ryan Reynolds ainda não achou o seu personagem de quadrinhos definitivo para sua carreira, já que investe tanto em papéis dessa natureza.

    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico no meio-termo entre os extremos. Acho divertido e competente, só isso. Mas Reynolds está precisando é trocar de agente! Só dá bola fora ultimamente.

      Cumps.

      Excluir