quarta-feira, 5 de novembro de 2014

GANHAR OU GANHAR – A VIDA É UM JOGO (Thomas McCarthy/2011)


Estar prestes a ver uma comédia dramática independente norte-americana, via de regra, implica em saber de antemão que o programa será adorável, descolado, afetado, ciente da própria esperteza, cheio de personagens bizarros, embalado por canções “bacanas”. Juno é o ápice da tendência.

Caso não morra de amores pelo nicho, Win Win o deixará feliz. O filme adota considerável sobriedade ao abordar situações ora trágicas, ora engraçadas, contextualizando-as num mundo onde pessoas agem com naturalidade, ao invés de serem reduzidas a caricaturas sabichonas.

O enredo de McCarthy fala sobre a capacidade de superação existente em indivíduos derrotados pelas circunstâncias, sejam elas financeiras, amorosas ou familiares, valendo-se do aproveitamento do que há de melhor em cada um. Paul Giamatti, Amy Ryan, Alex Shaffer e Bobby Cannavale brilham. [Info] ★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário