terça-feira, 11 de novembro de 2014

FALCÃO NEGRO EM PERIGO (Ridley Scott/2001)

Apesar do ufanismo inerente ao lema dos soldados - leave no man behind -, o filme continua sendo o ápice da simulação da guerra moderna no cinema. Feliz o crítico da Revista SET ao compará-lo à abertura de O Resgate do Soldado Ryan, no sentido de Scott ter orquestrado uma versão de duas horas e meia da invasão de Omaha Beach. As semelhanças terminam aí. O roteiro de Ken Nolan substitui a exposição da intimidade de personagens pelo caos incessante. Emocionalmente rarefeito, carente de profundidade, embora subentendidos e teses parecem não ter sido a meta dos realizadores, Falcão aborda com 'realismo' e poder concentrado um teste extremo de sobrevivência. [Info] ★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário