sexta-feira, 24 de outubro de 2014

TUDO PELO PODER (George Clooney/2011)


Até que enfim um título nacional representativo do teor do filme divulgado, ainda que perca a aura profética do shakespeariano Os Idos de Março. “A Ciranda das Punhaladas nas Costas” também seria apropriado, mas iria de encontro à tensão disciplinada que Clooney imprime a este thriller político sobre desilusão.

A arena da campanha presidencial democrata é onde John (Ryan Gosling) toma consciência de que o idealismo, a integridade, a ética e a moral empalidecem quando em rota de colisão com os interesses em disputa. Longe de se limitar a uma vítima da rede de intrigas, John cai em tentação, enreda-se nas consequências e aprende que, para evitar ser atropelado, terá que pular de cabeça no jogo duro aperfeiçoado pelos adversários.

Ignorando clichês sensacionalistas, Clooney contrapõe as palavras vazias dos discursos pomposos ao comprometimento de valores que grassa nos bastidores. [Info] ★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário