segunda-feira, 20 de outubro de 2014

THOR (Kenneth Branagh/2011)


Thor (Chris Hemsworth) é um herdeiro ao trono, impulsivo e arrogante. Banido pelo pai do reino extraterrestre de Asgard, enviado à Terra sem a armadura e martelo Mjolnir, castigado pela insolência. A história, a partir daí, corria o perigo de cair na pieguice, forçando o herói a cultivar a humildade, se apaixonar, rever a postura belicosa, enfim, valorizar o que outrora desprezava.

Branagh e o elenco, porém, munidos de um senso de humor desarmante acompanhando conflitos motivacionais de personagens carismáticos, tornam os eventos empolgantes, quase lógicos.

"Desligar o cérebro", "suspender a descrença" - mecanismos evasivos, desculpas para aplacar a culpa ao consumir bobagens descerebradas. Thor permite ao espectador dispensá-las. Este arrasa-quarteirões funciona justamente à base da capacidade de compreensão. Até convida à reflexão: por que tantos planos em dutch angle? [Info] ★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário