quinta-feira, 16 de outubro de 2014

SOLARIS (Steven Soderbergh/2002)


Exteriormente formatado pelo gênero FC, o filme se alicerça num drama romântico intimista sobre como enxergamos os entes queridos, a identidade que lhes atribuímos.

Um misterioso planeta, senciente e incompreensível, materializa conhecidos dos tripulantes da estação espacial que o orbita. As duplicatas mostram-se incompletas, constituídas pelas impressões que parceiros ou parentes delas tinham. Quem conhece tudo de outrem?

Adotando uma condução minimalista e estética fria, Soderbergh pondera a respeito de relações interpessoais e existencialismo, tópicos pouco valorizados em produtos all-star fornecidos por Hollywood. [Info] ★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário