sexta-feira, 24 de outubro de 2014

ROSA DE ESPERANÇA (William Wyler/1942)


Quem reprova Mrs. Miniver o considera uma peça mofada e sentimentalista de propaganda, concebida para levantar o moral inglês na II Guerra Mundial. Os que gostam rebatem: “e daí?”.

Nada questionável é defendido pelo roteiro, a não ser que perseverar em tempos de conflito ou dar o melhor de si para ajudar a pátria, a família e a comunidade configurem procedimentos excessivamente “idealizados” ou “piegas”, conforme o discurso daqueles a crer apenas no niilismo de Vá e Veja ou na cólera de Redacted como manifestação artística válida sobre o tema.

Executado com perfeccionismo por Wyler,sob cuja batuta brilha o distinto elenco da era clássica do cinema britânico, este vencedor do Oscar combina tensão, civilidade e emoções inesperadas. [Info] ★★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário