terça-feira, 28 de outubro de 2014

O PAGADOR DE PROMESSAS (Anselmo Duarte/1962)

Estruturado em torno de uma imagem memorável – homem sofredor carregando uma cruz de madeira diante de uma igreja -, Duarte relata o martírio de Zé do Burro. Ele apenas deseja cumprir a promessa feita num terreiro de candomblé, mas é confrontado pela falta de empatia de quem planeja levar vantagem com a situação (a imprensa, farejando um viés político subversivo à obstinação de Zé) ou livrar-se da inconveniência (o padre impede a entrada por não engolir que o simplório roceiro tenha rezado à santa num antro de “feitiçaria”).

O Pagador... funciona melhor retratando o desespero do protagonista ao bater cabeça com autoridades eclesiásticas e a esposa do que quando pretende denunciar o circo exploratório midiático. [Info] ★★★★ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário