terça-feira, 7 de outubro de 2014

MUNIQUE (Steven Spielberg/2005)



[spoilers] “Desconstrução” é a palavra-chave neste thriller de objetivo pacifista: o protagonista (Eric Bana) vai perdendo a própria humanidade à medida elimina cada alvo imposto por uma missão homicida, vendetta de Estado. Como recompensa, não encontrará paz no seio familiar, nem poderá retornar à pátria natal, Israel. 

Seriam as implicações contemporâneas do roteiro sensíveis a ponto de exigirem de Spielberg uma autocensura dos atributos diretoriais (aplicados com dignidade a tópicos como o Holocausto e a escravidão negreira) que lhe são inatos? Ou foi tal sobriedade calculada para refletir o princípio norteador do projeto – imparcialidade ao dar voz às causas palestina e israelense? Pois, apesar de impecável na mecânica da execução, ainda que logre encorajar o debate sobre questões geopolíticas, Munique não almeja a catarse emotiva dos dramas anteriores do diretor. [Info] ★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário