quarta-feira, 15 de outubro de 2014

KING KONG (Peter Jackson/2005)

Hipócrita, ambíguo, consciente da própria natureza? Em qual categoria enquadrar este über-épico sobre implicações éticas no espetáculo-exploração, ou, indiretamente, do cinema-espetáculo?

O ser humano se diz fascinado por mistérios. Quando descobre algo novo que lhe chame a atenção, tende a dominar, comercializar, banalizar.

Jackson implementa a aventura nas selvas com um romanticismo a beirar o retrô em tempos de entretenimento cínico e autoconsciente, mas é implacável ao registrar a escravidão da fera domada na Broadway, onde o público consome boquiaberto a encenação zombeteira da expedição clandestina empreendida por Carl Denham (Jack Black), showman/cineasta picareta. [Info] ★★★★★

2 comentários:

  1. Adoro demais esse filme. Um melhores remakes que existe por ae.

    http://filme-do-dia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir