sexta-feira, 17 de outubro de 2014

GUERRA SEM CORTES (Brian De Palma/2007)


Para Godard, a câmera fala a verdade 24 quadros por segundo. De Palma, cínico e inconformado, inverteu a máxima do francês, acusando o aparato de mentir na mesma velocidade.

No entanto, Redacted está fora da área de incidência da filosofia supracitada. Caso esta colagem multimídia de “fatos ficcionalizados” e “eventos reais imaginados” fosse um delírio antipatriótico – conforme insinuam os reacionários a crer num imaculado, heroico militarismo americano -, aqueles por ela denunciados a teriam ignorado, ao invés de tentar enterrá-la

Trata-se do manifesto não-documental mais colérico, chocante, agressivo e direto levado à cabo por um cidadão cuja consciência política face a uma situação que indignava (a Guerra do Iraque) o impeliu a agir, a contribuir. Como um grito a plenos pulmões, dando de ombros a concessões mercadológicas, o autor condena a desumanidade perpetrada por aqueles profissionalmente incumbidos da missão de garantir a paz e a liberdade aos oprimidos. [Info] ★★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário