quarta-feira, 22 de outubro de 2014

CAMILLE CLAUDEL (Bruno Nuytten/1988)

A jovem de espírito livre condenada a existir numa época conservadora; a aprendiz que se torna amante negligenciada do próprio mestre; a artista genial consumida pela loucura. Caso esta biografia fosse ambientada fora do mundo da arte, resultaria menos interessante. A metragem dilatada é indesculpável; o diretor empaca no feijão-com-arroz ao filmar. Tampouco ajuda o DVD nacional lembrar um VHS desgastado, de cores lavadas, tons escuros esbranquiçados, além da mínima definição, tornando pastosa a fotografia. [Info] ★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário