sábado, 4 de outubro de 2014

A HORA DO LOBO (Ingmar Bergman/1968)

O campo temático por Bergman desbravado – o contágio da loucura entre pessoas de convivência próxima, o caráter predatório da dinâmica artista/plateia via exploração mútua – recebe tratamento cinematográfico evocativo de uma peça teatral lúgubre, assombrada por delírios surrealistas. O artificioso slogan “o único filme de horror de Bergman” fomenta expectativas inoportunas que podem não ser satisfeitas. [Info] ★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário