quarta-feira, 15 de outubro de 2014

A FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATE (Tim Burton/2005)


Chama a atenção, tanto quanto as cores psicodélicas e os impossíveis décors burtonianos, a crítica à deformação da infância, incorporada em pirralhos maus-caracteres que levam a pior numa visita à chocolateria do recluso Willy Wonka (Johnny Depp, docemente bisonho).

O humilde Charlie do título original é apegado à família, crê nos valores construtivos por ela transmitidos. Uma criança verdadeira, capaz de se deslumbrar ante o inimaginável, absorver noções do que é certo ou errado – contraste proposital com Veruca, Augustus, Violet e Mike, mini-adultos arrogantes, indiferentes e sabichões “corrompidos” pela complacência de pais também imperfeitos.

O longa, benignamente moralizador, proporciona o mesmo prazer de saborear um mirabolante doce que pipoca feito rojõezinhos na boca. [Info] ★★★★

2 comentários:

  1. Apesar de achar o original mais interessante, gosto bastante do filme do Burton.

    http://filme-do-dia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não vi o original, mas pra dizer a verdade, gostei tanto desse remake que nem estou com muita vontade de ir atrás...

      Excluir