sábado, 25 de outubro de 2014

A CALDEIRA DO DIABO (Mark Robson/1957)


157 minutos voltados ao rito de passagem de adolescentes à idade adulta, envolvendo sexo, desafios à autoridade parental e dúvidas sobre carreira profissional. O cenário é uma cidadezinha formigando com adultos fofoqueiros, hipocritamente conservadores, antes e durante a II Guerra Mundial.

Associá-lo a uma telenovela pode soar desdenhoso, mas qual o problema de reconhecer a natureza melodramática do material quando o numeroso elenco demanda respeito (Lana Turner, Arthur Kennedy, Diane Varsi, Mildred Dunnock, Hope Lange, Russ Tamblyn), o CinemaScope privilegia as locações, a trilha emana da batuta de Franz Waxman e o roteiro administra figuras interessantes, cujas alegrias e tristezas desejamos seguir acompanhando até após rolarem os créditos? [Info] ★★★★

3 comentários:

  1. Vou atrás desse filme...talvez até o tenha na minha coleção. é tanta coisa que teria que ter sete vidas para assistir todos e não gosto de assistir muitos filmes seguidos...uns 3 ou 4 no máximo por semana é o limite. a exceção é um ou outro festival.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vejo 5 filmes por semana. Já houve época em que via 2 seguidos por dia, o que era uma besteira. É preciso dar tempo para cada obra "respirar"...

      Excluir
  2. Como bem citou o Cid, falta tempo para assistirmos tantos filmes como queremos.

    Este clássico é um que ainda não assisti.

    Abraço

    ResponderExcluir