sexta-feira, 26 de setembro de 2014

QUEIME DEPOIS DE LER (irmãos Coen/2008)


Questionável o investimento dos Coen neste compêndio de mal-entendidos e neuroses. Nem sequer a camada superficial convence - a do entretenimento. Além de sem graça, Queime Depois de Ler peca pela escalação de Frances McDormand, atriz que exala inteligência e sensatez. Capacitada como é, surpreende não convencer no papel de uma tapada. Nenhum espécime da turma de bocós passa credibilidade, destoando dos personagens de QI “normal”. Fargo tinha uma cota de energúmenos, reconhecíveis em sua dimensão humana, não reduzidos a um recorte cartunesco.

Os Coen, para arrematar, optaram pela economicidade exagerada ao verbalizar episódios potencialmente hilários, tornando o desfecho um anticlímax frustrante. [Info] ★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário