domingo, 28 de setembro de 2014

O SÉTIMO SELO (Ingmar Bergman/1957)

A reputação de O Sétimo Selo indicava um hermético exorcismo das aflições internas de Bergman, contextualizado na Suécia medieval afligida pela peste. Na prática, o filme é acessível, categorizável como uma aventura alegórica, repleta de música, humor e alguma ação. Acomoda as habituais indagações do autor acerca do silêncio de Deus e da mortalidade, embora sem a densidade e rarefação dos títulos seguintes (a trilogia do silêncio, por exemplo), uma semente da pauta temática a orientar sua filmografia no decorrer das próximas quatro décadas. [Info] ★★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário