terça-feira, 23 de setembro de 2014

O QUE TERÁ ACONTECIDO A BABY JANE? (Robert Aldrich/1962)

Baby Jane se beneficia do status advindo das circunstâncias que rodearam sua gênese (inusitada colaboração entre duas antagonistas declaradas) e feitura (complicada). Realizado com destreza por Aldrich, tonificado pela presença magnética de divas que amargavam o ostracismo (a discrição estoica de Joan Crawford contrastando com o azedume delirante de Bette Davis), redunda num desagradável espetáculo de maus-tratos arrematado por um humor negro autodepreciativo, de baixa tensão. Mesmo sendo um clássico camp, não há de agradar a todos. [Info] ★★

2 comentários: