domingo, 14 de setembro de 2014

LILI MARLENE (R.W. Fassbinder/1981)

Fassbinder relata, com licença poética, como a canção-título fisgou o coração e elevou o moral da nação alemã, dos soldados, da cúpula do Partido Nazista e do… Führer. A crueza dos cortes e a estranheza causada pelos diálogos dublados em alemão na pós-produção anunciam um programa precário. Essas imperfeições de ordem técnica deixam de incomodar à medida que o romance entre a cantora alemã (Hanna Schygulla) e do pianista judeu (Giancarlo Giannini), em plena década de 40, adquire contornos perigosos para os pombinhos. [Info] ★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário