terça-feira, 16 de setembro de 2014

EM NOME DO PAI (Jim Sheridan/1993)

Valorosas as obras que encorajam sentimentos fortes, nocauteiam, comovem, indignam. Engajado, Sheridan investiga o elo desgastado entre pai e filho, aborda o ódio mútuo entre vizinhos de terra – irlandeses e ingleses -, coloca em pauta a corrupção da autoridade policial, que contamina o correto funcionamento da Justiça. Pete Postlethwaite, no papel do pai de saúde frágil e caráter íntegro de Daniel Day-Lewis, merecia ter conquistado um Oscar. [Info] ★★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário