segunda-feira, 15 de setembro de 2014

CENAS DE UM CASAMENTO (Ingmar Bergman/1973)

Um usuário do IMDb publicou uma resenha sob o título: “O casamento está morto. Vida longa ao amor”. Apropriado. Captou, com poucos palavras, a essência desta devastadora minissérie que examina os pontos nevrálgicos da relação entre marido e esposa, sem recair em sentimentalismo novelesco, esmiuçando inclusive clichês como aventuras extraconjugais. Depreendemos que o amor de um casal pode – deve – sobreviver às armadilhas do matrimônio enquanto instituição formalizadora, um contrato capaz de drenar a espontaneidade afetiva que, afinal de contas e a princípio, o enseja. A companhia prolongada de Johan (Erland Josephson) e Marianne (Liv Ullmann) é tormentosa – e iluminadora. [Info] ★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário