quinta-feira, 18 de setembro de 2014

BASTARDOS INGLÓRIOS (Quentin Tarantino/2009)


Antissemitas e pacifistas excetuados, é razoável supor que almas seriam lavadas do genocídio perpetrado pelos nazistas caso houvesse a oportunidade da desforra. Mandando às favas a pomposidade reverencial adotada em 'ene' filmes sobre o tema, ainda que nem por um segundo leviano, Tarantino articula um subversivo banho de sangue derramado pelos hitleristas e promovido por soldados judeus, que dá vazão a esse ímpeto revanchista porventura acalentado pela plateia. A face vingada de Laurent em regozijo triunfante, projetada numa cortina de fumaça durante uma sessão de cinema em chamas, funciona como memorável imagem-síntese desta interpretação tarantinesca da II Guerra Mundial. [Info] ★★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário