sexta-feira, 19 de setembro de 2014

À ESPERA DE UM MILAGRE (Frank Darabont/1999)

Durante três intensas horas e oito minutos discorre-se sobre dor, mortalidade, redenção, vingança, conceitos flexíveis como maldade e bondade, o dualismo entre dever e justiça. Elementos fantásticos intensificam a imersão no que poderia ter sido um dramalhão piegas. A figura messiânica de John Coffey simboliza a benignidade e ingenuidade atuando num mundo traiçoeiro governado por gente que despreza a vida do próximo. É o reverso da moeda de O Nevoeiro, outro fruto de Stephen King, no qual Darabont expõe as vísceras podres da nossa espécie, fora do alcance da redenção. [Info] ★★★★★

4 comentários:

  1. Filmaço, daqueles inesquecíveis.

    Considero que Frank Darabont ainda não tem o reconhecimento merecido. São poucos trabalhos, mas todos ótimos filmes, além de ser o cara por trás das primeiras temporadas de "The Walking Dead".

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Darabont é subestimado, mas ele tem parcela de culpa no cartório pois leva milhares de anos entre cada filme... Tá virando um novo Malick! E, pelo visto, ele ainda não tem nenhum novo no horizonte.

      Excluir
  2. Gosto tanto dos filmes do F. Darabont! Pena que faça tão poucos, mas ele escreve para mais do que dirige. Vi no IMDB um projeto longínquo (2016): O Caçador (The Huntsman).

    ResponderExcluir